RSS

sobre o amor

13 jun

“Eles se amam. Todo mundo sabe mas ninguém acredita. Não conseguem ficar juntos. Simples. Complexo. Quase impossível. Ele continua vivendo sua vidinha idealizada e ela continua idealizando sua vidinha. Alguns dizem que isso jamais daria certo. Outros dizem que foram feitos um para o outro. Eles preferem não dizer nada. Preferem meias palavras e milhares de coisas não ditas. Ela quer atitudes, ele quer ela. Todas as noites ela pensa nele, e todas as manhãs ele pensa nela. E assim vão vivendo até quando a vontade de estar com o outro for maior do que os outros. Enquanto o mundo vive lá fora, dentro de cada um tem um pedaço do outro. E mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz…”
Tati Bernardi
Foi depois de ler esse texto que cheguei à conclusão de que só existem 3 tipos de relacionamentos amorosos: Ele apaixonado por você e você não quer nada com ele; você apaixonado por ele, que por sua vez não quer nada com você e, por último, a pessoa com quem está agora.
Ponto.
E que atire a primeira pedra aquele que nunca esteve nas duas primeiras situações pelo menos uma vez na vida. Mas pega uma pedra grande e joga com força, sou boa de corrida.
Mesmo porque para chegar a terceira e tão almejada posição de equilíbrio faz-se necessário baixar a guarda. Amar é para os fortes, pede coragem e dá trabalho sim. Amar é praticar o desapego diariamente, é querer a felicidade do outro mais que a sua própria e, por isso, às vezes deixá-lo ir…
Paradoxal, o amor é tanto tanto que nos faz desapegar.
Voltamos então à estaca zero, alguém se apaixonará pela gente e não necessariamente será correspondido e vice versa. Até o dia em que com paciência, carinho e muito desapego, descobre-se que amar vai muito além de apaixonar-se.
Apaixonar é bom, mas passa, o amor fica mesmo quando a pessoa se vai.E elas se vão…todos nós iremos um dia.
Por isso não tenha medo, arrisque-se, simplifique sua vida, apaixone-se e ame o máximo que puder. Ame em um relacionamento de uma única noite, ame a si próprio, ame seu trabalho, seus amigos, seus filhos, sua família, sua casa, pessoas que você não conhece e até seus inimigos.
Não, não fui eu que disse isso, foi um cara muito inteligente e desapegado há alguns milhares de anos, mas infelizmente, no correr da vida, esquecemo-nos da lição.

 

Laura Barreto
www.ociodooficio.com.br

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 13 de junho de 2016 em Uncategorized

 

Uma resposta para “sobre o amor

  1. Terry

    18 de maio de 2017 at 02:33

    Hej Sanne:-)Tak for en fed hjemmeside, jeg er en ung kvinde på 25 der jeg er omkring 167 cm høj og vægten idag siger 78,9 hvilket jeg er rigtig ked af.jeg er idag gået igang med din effektiv kur og glæder mig til at se min vægt fae.sdHillen Nathalie

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: